MAM – Museu de Arte Moderna da Bahia

IMG_0470

Av. Lafayete Coutinho (também conhecida como Av. Contorno), Salvador – BA , CEP 40015-160.

O MAM possui uma página no Facebook

(71) 3117-6139

Horário de funcionamento:

Terça a domingo, 13:00 as 18:00

Entrada gratuita

possui estacionamento

Possui estacionamento gratuito sujeito à disponibilidade de vagas. É possível estacionar na lateral esquerda antes de descer a ladeira que dá acesso ao Solar do Unhão ou na rua?

É muito fácil chegar ao MAM. Seu tamanho e sua localização privilegiada às margens da Baia de Todos os Santos o tornam facilmente visível para aqueles que estão descendo ou subindo a Av. Lafayete Coutinho, também conhecida como Av. Contorno. Para quem vem de carro é possível estacionar dentro do Solar do Unhão, complexo arquitetônico que abriga o museu. A entrada se dá pela faixa direita da avenida, onde um totem marca a chegada ao Museu de Arte Moderna da Bahia. Basta descer a ladeira até o final e seguir pelo lado direito, onde há um estacionamento gratuito sujeito à disponibilidade de vagas. Também é possível descer uma pequena parte desta ladeira e estacionar do lado esquerdo, uma área ainda fora do Solar do Unhão. Meu conselho é que você chegue cedo e tente estacionar dentro do MAM, já que, além do estacionamento ser gratuito e ter seguranças no local, você já conhece o point mais disputado para curtir o pôr-do-sol e não precisará negociar com os flanelinhas que “tomam conta” dos carros. Também é possível chegar a pé a partir do mercado modelo ou elevador lacerda, porém Salvador não é uma cidade onde você se sente seguro ao caminhar pelas ruas, portanto, se estiver nesses dois pontos turísticos que acabei de citar, o melhor, mais rápido e mais seguro é pegar um táxi ou Uber, ou até mesmo um ônibus e saltar no MAM.

Chegando aqui, há muito o que se ver. O MAM está localizado no Solar do Unhão, construção que data do século XVI e tem um passado movimentado: já foi residencia de nobres como o desembargador Pedro Unhão Castelo Branco (daí o nome Solar do Unhão) e o barão do açúcar Antonio Joaquim Pires de Carvalho e Albuquerque, já abrigou um engenho de açúcar, uma fábrica, um trapiche, um depósito para as mercadorias que saiam do porto de Salvador e ainda serviu de quartel para os fuzileiros navais que participaram da 2ª guerra mundial.

Na década de 1940, o IPHAN (Instituto tombou a construção e em seguida o governo da Bahia adquiriu o Solar onde passou a funcionar o Museu de Arte da Bahia.

painel de azulejos do sec xviii

na foto acima vemos painés de azulejos portugueses do sec xviii na ponte de acesso a principal sala de exposição.

Escolha um dia fresco e ensolarado para visitar o MAM. Uma boa pedida é almoçar primeiro e chegar no museu por volta das 16-16:30, assim você terá tempo suficiente para visitar as salas de exposição e ainda pegar um pôr do sol especial, sem dúvidas a cereja do bolo desta visita.

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s